Protesto contra o Feminicídio 7º ano

Por Francianne de Fátima

Crime contra a mulher é abordado em cartaz de alerta e repúdio à violência.

Nesse longo período de tempo em casa, temos sido bombardeados por notícias ruins. Se já não bastasse a pandemia de Coronavírus, presente em todos os jornais, dia e noite, ainda somos afligidos com o aumento do desemprego, da fome, das doenças emocionais (medo, pânico, ansiedade, estresse), da violência doméstica e da discriminação de gênero, como o feminicídio.

Sobre esse problema, o caminho, talvez até a solução, é a educação de valores que precisa vir de casa, da família e ser continuada e discutida na escola. O verdadeiro ensino, o de qualidade, o que transforma e ajuda a formar pessoas de bem, só pode existir se nos propusermos a ir além de conteúdos, avaliações, cobranças e questões exclusivamente curriculares.

Por isso, quando inserimos tais assuntos nas aulas e os contextualizamos nas disciplinas, o resultado é ainda melhor e extremamente valoroso. Tudo flui naturalmente e o aprendizado acontece em dose dupla, pode acreditar que sim. Olha só as produções de protesto contra o feminicídio que o 7º ano criou. A proposta surgiu em  Redação e “caiu como uma luva”..rs.

A pedido da professora Regiane, os alunos criaram cartazes de repúdio a todos os tipos de agressão à mulher. As informações de utilidade pública, a exemplo do Disque Denúncia e da importância do respeito, foram ressaltadas na disposição dos recursos visuais usados na composição do material. Se “amanhã” essa situação for outra, será porque fizemos a nossa parte hoje.

PS.: Cuidar e amar o outro, seja quem fosse, era a missão de Jesus. É o exemplo dEle que devemos seguir no nosso relacionamento com as pessoas. Que como Ele, sejamos alguém que dá ao próximo a possibilidade de viver melhor, ainda mais em dias tão difíceis que parecem não ter fim. Que você e eu possamos ser uma bênção na vida de todos, sem acepção de pessoas, e nos doar, sem esperar nada em troca. A recompensa e o galardão vêm do Senhor (Lucas 14:12-14).

Francianne de Fátima
Assessora de Comunicação
CCI & CCI Sênior
9.9127-6382

Outras matérias

Meio Ambiente:Hospitais recebem doação de 400 mil copos descartáveis

Os hospitais públicos do Distrito Federal terão, a partir desta segunda-feira (10), 400 mil copos descartáveis para uso dos profissionais de saúde. A doação foi feita pelas empresas Copak e Suzano Celulose ao Governo do Distrito Federal (GDF). Os copos são produzidos com o Bluecup – o primeiro papel cartão brasileiro para copos. Totalmente recicláveis […]

Especialista fala sobre dificuldades comuns no aleitamento materno

A amamentação é fonte de benefícios para crianças e mães, além de ser ambientalmente segura e natural, mas há algumas dificuldades comuns entre elas no início desse processo. A coordenadora da assistência em aleitamento materno do Banco de Leite Humano (BLH) do Instituto Nacional de Saúde da Mulher, da Criança e do Adolescente Fernandes Figueira (IFF/Fiocruz) […]