Projeto pioneiro da parceria entre a ABDI, o GDF e o PTI, foi lançado hoje (0 7) de outubro, no Palácio do Buriti.

O Governador do Distrito Federal, Ibaneis Rocha, o secretário de Ciência,
Tecnologia e Inovação do DF, Gilvan Máximo, o presidente da Agência
Brasileira de Desenvolvimento Industrial (ABDI), Igor Calvet, lançou hoje
07 de outubro, às 10h, o projeto VEM DF (Veículo para
Eletromobilidade), em cerimônia realizada no Palácio do Buriti, sede do
governo distrital. O VEM DF é um projeto pioneiro de compartilhamento de
veículos elétricos para frotas públicas. É uma iniciativa da ABDI e do
Governo do Distrito Federal por meio da Secretaria de Ciência, Tecnologia e
Inovação (SECTI). Foi concretizada com parceria com o Parque Tecnológico
de Itaipu (PTI), que desenvolveu o software de compartilhamento com foco
para uso de governos.

O evento contará ainda com a participação do diretor-superintendente do
PTI, General Eduardo Castanheira Garrido Alves, o presidente da Renault
Brasil, Ricardo Gondo, e do diretor de Estratégias Corporativas da WEG,
Daniel Godinho. A Renault é a fabricante dos carros a serem utilizados no
projeto e a WEG é a fabricante e a fornecedora dos Eletropostos, usados
para recarregamento das baterias dos veículos.

O acordo de cooperação entre o GDF, a ABDI e o PTI permitirá que o VEM DF
seja o primeiro projeto no País de compartilhamento de veículos elétricos
voltado para o transporte de servidores públicos.

O projeto vai oferecer 16 carros elétricos do modelo Twizy, da marca
Renault. O cronograma de entrega se inicia no dia 07 com 12 carros, sendo
02 já adaptados com o software para fazer o transporte de servidores e
gradualmente os demais carros receberão esta instalação.

Para garantir o carregamento dos veículos, serão instalados por todo o
Distrito Federal 35 eletropostos (pontos de recarga) fabricados pela WEG.
Os eletropostos serão gratuitos e de uso coletivo, ou seja, poderão ser
utilizados por qualquer carro elétrico, de qualquer montadora. A iniciativa
visa a incentivar o uso desse tipo de veículo pela população em geral. O
nvestimento da ABDI nos carros e eletropostos é de R$ 2,1 milhões.

Os veículos serão cedidos ao governo distrital em forma de comodato, com
cláusulas sobre operação, manutenção, taxas e seguros. Brasília tem
vantagens para o uso de carros elétricos: o relevo predominantemente plano,
que reduz o consumo de bateria, a temperatura favorável e a tensão de 220
volts, dispensando adaptações para a instalação dos eletropostos.

Em princípio, o VEM DF terá uma rota restrita à Esplanada dos Ministérios
e sedes dos órgãos da administração do DF. Os veículos elétricos têm
autonomia de até 100 Km e velocidade de até 80 Km/h.
O compartilhamento dos carros elétricos será viabilizado por um software

Outras matérias

DIA 19 DE OUTUBRO – 30 COSTELÕES ASSADOS COM O APOIO DO SUPERMERCADO PRIMOR

Durante o mês de outubro, Samambaia comemora seu aniversário de 30 anos. Pensando nisso, a Administração Regional de Samambaia e o Governo do Distrito Federal prepararam uma série de atrações e ações para prestigiar a população que reside na cidade. Essa é uma data de muito orgulho para a população da cidade, que atualmente é […]

Mais três pacientes farão terapia anticâncer testada por aposentado

‘Já temos uma fila para usar terapia anticâncer’, diz hematologista Desenganado pelos médicos e sem outras alternativas de tratamento contra o câncer, o aposentado Vamberto Luiz de Castro, de 62 anos, foi submetido a uma terapia celular experimental no mês passado. Menos de 20 dias depois, seus exames comprovavam a remissão do tumor. Agora, mais […]