Mobilidade: Audiência pública debate sobre mudanças no Contran e segurança no trânsito

Preocupado com a segurança no trânsito, o deputado estadual Alex Lima (PSB) realizará audiência pública para debater sobre as recentes modificações no Contran/Denatran sobre regulamentação do trânsito, propostas no Projeto de Lei do Governo Federal (PL) 3.267/2019. O evento, que acontece no próximo dia 18, às 9 horas, no auditório jornalista Jorge Calmon da Assembleia Legislativa, contará com a participação de autoridades estaduais e federais e especialistas envolvidos com o tema.

De acordo com o parlamentar, além das alterações do Código de Trânsito Brasileiro (CTB), mais de 200 emendas foram propostas, o que tem causado dúvida e insegurança aos brasileiros. “Nosso objetivo é debater sobre a regulamentação do trânsito a nível federal, a necessidade de adequação dos entes federativos às regras, o impacto na sociedade pelos marcos regulatórios em matéria de trânsito e segurança viária, a necessidade de avanço no uso da tecnologia como meio de fiscalização, arrecadação e combate à evasão fiscal, a usurpação de competência em matéria de legislação de trânsito e criação normativa e a necessidade de adequação para observância do devido processo legal”, disse o deputado.

Entre as modificações estão: o aumento da pontuação para suspensão do direito de dirigir de 20 para 40 pontos; a retirada dos departamentos de Trânsito (Detrans) a exigência de credenciar clínicas para emitirem o atestado de saúde para renovação da Carteira Nacional de Habilitação (CNH); o aumento do prazo da validade de habilitação de cinco para 10 anos; advertência, por escrito, para quem transportar criança fora da cadeirinha; revogação do exame toxicológico; assim como aulas noturnas e simulador; entre outros.

Ainda de acordo com Lima, as alterações precisam ser debatidas e expostas à sociedade de maneira correta, uma vez que o Brasil é um dos países com mais mortes no trânsito no mundo. “Precisamos entender sobre as leis para reconhecer nossos direitos e fazer exigências, sobretudo no quesito segurança no trânsito, uma vez que o Brasil é 4º país do mundo com maior número de mortes no trânsito, ficando atrás somente da China, Índia e Nigéria”, completou.

BAHiA – De acordo com dados da Secretaria da Saúde do Estado da Bahia (Sesab), entre 2009 e 2018, a Bahia registrou 24.479 mortes em acidentes de trânsito, número maior que a população de 287 cidades baianas. Ainda de acordo com a Secretaria de Saúde do Estado da Bahia, no Brasil, estimativas calculam em cerca de R$ 50 bilhões ao ano os gastos com os acidentes de trânsito. Na Bahia, entre 1° de janeiro de 2015 e 4 de outubro deste ano, as despesas com internação hospitalar custaram R$ 50 milhões ao Sistema Único de Saúde (SUS). O montante não contabiliza medicamentos, fisioterapias, órteses e próteses, o que multiplicaria o valor em mais de 10 vezes.

Outras matérias

Moro é aprovado por 53% dos brasileiros, aponta pesquisa Datafolha

Pesquisa Datafolha divulgada nesta segunda-feira, 9, indica que o ministro da Justiça, Sérgio Moro é conhecido por 93% dos brasileiros e aprovado por 53% deles. Neste domingo, o mesmo instituto divulgou pesquisa de avaliação do presidente da República, Jair Bolsonaro, indicando que a aprovação o mandatário é bem mais modesta, de 30%. Depois de Moro, […]

Estimativa para inflação sobe para 3,84% este ano

Mercado mudou projeção depois do anúncio do IPCA As instituições financeiras consultadas pelo Banco Central (BC) aumentaram a estimativa para a inflação este ano, pela quinta vez consecutiva. A projeção para o Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) subiu de 3,52% para 3,84%, desta vez. A informação consta do boletim Focus, pesquisa semanal […]