Meio ambiente: É como procurar ‘agulha no palheiro’, diz diretor da Petrobras

Segundo ele a Petrobras não tem equipamentos e conhecimento técnico para conter o vazamento de um petróleo com características diferentes do que produz

É como procurar 'agulha no palheiro', diz diretor da Petrobras

O trabalho de buscar a origem do petróleo para evitar que chegue às raias do Nordeste, como vem acontecendo desde o início de setembro, “é (como procurar) uma agulha no palheiro”, segundo o diretor de Assuntos Corporativos da Petrobras, Eberaldo de Almeida Neto.

Ele acrescentou que a estatal e demais instituições que atuam para limitar o vazamento estão “partindo para um mundo que não tem controle”. Isso porque a Petrobras não tem equipamentos e conhecimento técnico para conter o vazamento de um petróleo com características diferentes do que produz.

Diante da dificuldade, até agora, a única alternativa continua sendo esperar que a maré e as correntes marítimas empurrem o óleo para as praias.

Até esta sexta-feira, a Petrobras recolheu cerca de 340 toneladas de resíduos nas praias do Nordeste

“Ele (o petróleo) vem pelo fundo. Fica praticamente impossível pegar a montante esse óleo”, disse Almeida, acrescentando que funcionários da estatal recorreram ao uso de satélites e sobrevoaram o litoral em busca da origem do vazamento, sem sucesso.

A Marinha ainda está investigando as causas do acidente ambiental, segundo Almeida.

Outras matérias

Internacional:Aeroporto de Montevidéu é transformado em cinema drive-in

Local tem a maior tela ao ar livre da América do Sul O Aeroporto de Carrasco, principal terminal aéreo do Uruguai, trocou as decolagens e aterrissagens de aviões por filmes. O estacionamento foi transformado em cinema drive-in após o surgimento do novo coronavírus. O local, que tem capacidade para aproximadamente 100 veículos, exibe sessões de quinta a […]

Saúde: Equipe da Fiocruz MG trabalha em vacina brasileira para covid-19

Desenvolvimento laboratorial deve ser concluído ano que vem Em todo o mundo, cerca de 200 grupos de cientistas trabalham intensamente no desenvolvimento de uma vacina segura e eficaz contra a covid-19. Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), pelo menos oito delas já iniciaram a fase clínica, de testes em pessoas. A equipe brasileira, composta por […]