Jornalista Fabiana Ceyhan, e outros dois Brasileiros visitam um dos maiores grupos empresariais da Indonésia

Aconteceu hoje, 14 de outubro,em Jacarta, na Indonesia, um Fórum de Negócios com países da América Latina e Caribe.

Os jornalistas brasileiros participaram do evento, onde estiveram presentes vários embaixadores de países da América do Sul, empresários e jornalistas. Durante o Forum, foi exibida uma apresentação do grupo Sinarmas, um dos maiores grupos de empresas do país asiático.

O grupo tem empresas em vários segmentos como por exemplo: papéis, óleo de palma, margarina, e também está na área de seguros, telefonia, negócios imobiliários, entre outros e exporta sua produção para vários países.

O representante do Ministério de Relações Exteriores da Indonesia, o Diretor Darianto Harsono, discursou na abertura do evento mas também falou com exclusividade para a Jornalista Fabiana Ceyhan.

Fabiana Ceyhan: Senhor Darioto Harsono, por gentileza, explique para os nossos leitores sobre os negócios bilaterais entre Brasil-Indonésia.

Darioto Harsono: Nós temos uma excelente relação com o Brasil, o Brasil é um dos países importantes para a Indonésia, queremos aumentar ainda mais o fluxo de negócios. Recentemente abrimos o nosso mercado para a importação de carne brasileira e em breve esperamos que as primeiras importações possam acontecer. Temos também uma gama de produtos que podem ser exportados para o Brasil, entre eles os produtos manufaturados, temos um grande potencial de exportação em nossa indústria textil. O Brasil é um grande mercado, e essa troca de negócios bilaterais é importante para a Indonésia, espero que em um futuro próximo possamos aumentar de forma significativa os nossos negócios, agradeço a sua presença aqui hoje na Indonesia Fabiana e espero que você goste e aproveite o nosso lindo país.

Paulo Camiz, Ex Consul Honorário da Indonésia em São Paulo e atual presidente da Câmara de Comércio Brasil-Indonesia também esteve presente no evento e conversou com representantes da empresa e informou sobre a capacidade do Brasil em ser produtor de matéria prima para produtos da empresa, ressaltando a quantidade de terras férteis e produtivas brasileiras que podem ser adquiridas pela empresa para sua própria produção

Por: Fabiana Ceyhan

Outras matérias

DF: SECTI faz doação de computadores para a biblioteca do Paranóa

Na manhã da última sexta-feira (17), a Secretaria de Ciência, Tecnologia e Inovação do DF fez a doação de vários computadores que irá beneficiar, toda comunidade da cidade do Paranoá, bem como os inúmeros frequentadores da Biblioteca Pública do Paranoá. Essa ação já era muito esperada e faz parte do programa Reciclotech da Secretaria de […]