Internacional: Myanmar pede paz aos rebeldes

Myanmar pediu fim pacífico dos conflitos entre as forças do governo e grupos militantes étnicos no país.

Desde a independência de Myanmar, há cerca de 70 anos, grupos étnicos combatem forças do governo e exigem mais autonomia.

Esforços para convencer esses grupos a assinarem um acordo de cessar-fogo com o governo tiveram início em 2015. Até agora, mais da metade dos 18 grupos étnicos assinou o acordo.

A líder de fato de Mianmar, Aung San Suu Kyi , participou do evento na segunda-feira (28) em Naypyidaw, a capital do país.

Ela pediu aos líderes dos oito grupos que ainda não assinaram o acordo que realizem conversações com o governo.

Todos os grupos foram convidados para o evento de segunda-feira, mas apenas um dos grupos que assinaram o acordo não participou.

Edição: 

Outras matérias

Presidente da Bolívia diz que anunciará novas eleições em breve

Câmara e Senado terão sessão amanhã para iniciar o processo eleitoral A autoproclamada presidente da Bolívia, Jeanine Áñez, afirmou domingo (17) que, em breve, anunciará a convocação de novas eleições. A Bolívia enfrenta quase um mês de manifestações nas ruas. Por causa dos conflitos, 23 pessoas morreram. Em La Paz, em razão do bloqueio de […]

Presidente do Chile condena violência policial em protestos

O Presidente do Chile, Sebastián Piñera, condenou ontem (17) pela primeira vez, os abusos cometidos pelas autoridades nas manifestações que agitam o país sul-americano há um mês, e garantiu que “não haverá impunidade”. “Infelizmente, e apesar de todas as precauções que tomamos para proteger os direitos humanos de todos, em alguns casos os protocolos não […]

Internacional: ‘Vídeo só mostra 10% do que aconteceu’: Palestino alvejado pela polícia de Israel comenta imagens que viralizaram

Karam Qawasmi afirma ainda sentir dores da agressão que sofreu em 2018 Atenção: esta reportagem contém link para um vídeo que mostra um homem sendo atingido por uma arma supostamente não letal “O que é mostrado no vídeo não é mais do que (alguns) segundos dessa realidade terrível! O que não é mostrado naqueles segundos registrados é […]