Instituições que atendem idosos recebem Cestas Verdes

Produtos têm origem na agricultura familiar do DF, comprados por meio da Secretaria de Agricultura

Quatrocentas Cestas Verdes foram entregues nesta segunda-feira (23) a duas entidades parceiras do Governo do Distrito Federal (GDF), conveniadas e voltadas ao atendimento de pessoas idosas. As frutas, verduras e legumes serão repassadas pelas instituições às pessoas atendidas em cada uma delas. Os objetivos: garantir a segurança alimentar e nutricional desses idosos e viabilizar a compra da produção dos agricultores familiares do DF, que teriam dificuldade para escoar esses alimentos em virtude do fechamento de pontos de comercialização desses produtos.

Veja mais:

O secretário da Agricultura, Abastecimento e Desenvolvimento Rural, Luciano Mendes, e a secretária adjunta de Desenvolvimento Social, Valéria Rocha, acompanharam a ação e aproveitaram para conhecer as instalações das entidades. Para evitar aglomerações e proteger a saúde do participantes, as atividades das duas instituições estarão suspensas nos próximos dias. Os alimentos serão levados à casa dos atendidos, ou recolhidos por algum parente ou conhecido indicado pelo idoso.

“Vamos seguir cadastrando agricultores familiares para procedermos a compra e, com isso, fazer a economia girar”, explica o secretário Luciano. “Por outro lado, as Cestas Verdes complementam significativamente a alimentação desse público tão vulnerável”, completa a secretária adjunta.

“Já começamos a ligar para nosso público e vamos montar um esquema de entrega, para que não haja aglomeração”, informa Teresinha Both, responsável pela Obra Social Santa Izabel, em Brazlândia. “Aqui, se for o caso, nossa equipe vai levar à casa de quem não tiver quem venha buscar”, avisa a coordenadora da Associação dos Idosos de Taguatinga, Maria de Lourdes da Silva.

É importante destacar que a escolha das organizações da sociedade civil (OSCs) a serem beneficiadas levam em conta a regularização cadastral junto ao GDF. Ou seja, que o convênio com o poder público esteja devidamente formalizado.

A medida é um reforço ao Programa de Aquisição da Produção da Agricultura (Papa/DF), que viabiliza a aquisição direta, por parte do GDF, de alimentos e produtos artesanais de agricultores familiares e suas organizações sociais.

A ação concretiza o compromisso feito pelo governador Ibaneis Rocha na última semana. Na ocasi, quando, para amenizar o impacto da necessidade do fechamento do comércio, decidiu pela compra dos produtos para repasse a quem mais precisa.

* Com informações da Secretaria de Desenvolvimento Social

Outras matérias

Teleaulas: 94% dos alunos da rede pública têm acesso à internet

Dados da Codeplan mostram que é possível levar a escola à casa do estudante, ao se implementar ensino mediado por tecnologia na rede pública A Secretaria de Educação lançará nos próximos dias o programa de ensino mediado por tecnologia Escola em Casa DF, para evitar que os estudantes da rede pública tenham perdas educacionais durante […]

Ministra Damares, Benedita da Silva e outras autoridades participam do lançamento do livro “Mulher, Emoção e Voto”

Durante os dias 13 e 17 de abril, o analista comportamental e autor da publicação, Osmar Bria, vai conversar por meio de Lives nas redes sociais com autoridades públicas que contribuíram com a obra A corrida para as eleições municipais deste ano já começou e o público feminino poderá contar com uma nova ferramenta a […]