Fotografia: Obrigado por me deixar ver ontem hoje

Artigo: Élton Skartazini

Vivi vendo imagens. Ver é bom, vir ver é melhor! Refiro-me aqui à arte da fotografia, capaz de trazer o passado ao presente e o levar ao futuro… O que motiva tais pensamentos é a exposição ‘Identidades Ameaçadas’, das fotógrafas Franca Vilarinho e Sonia Fattori, aberta dia 07/10/2019, no Espaço do Servidor, Anexo II, Câmara dos Deputados, onde fica até 30 de outubro. Fui ver. Fiquei apreensivo e entusiasmado.

Fiquei entusiasmado com a sensibilidade humana e poética da brasileira Franca Vilarinho e da italiana Sônia Fattori, em suas andanças pelas regiões do Brasil, África, Índia e Itália. As cenas, cenários, interpretações, figurinos e enredos registrados em suas fotografias me mostram o mundo como um grande palco onde a vida acontece simultânea, pulsante, peculiar e universal. Crianças são crianças, aqui e além mar…

O que me deixa apreensivo é a visão do futuro dessas crianças de olhos brilhantes e vibrantes, vítimas inocentes da ‘evolução’ planetária que não se sabe ao certo onde vai dar… E se nós, ‘adultos’, vivemos envoltos em dúvidas, imaginem então esses ‘de menor’ das comunidades calungas, das periferias urbanas, das tribos ciganas, das multidões da África e da Ásia, obrigadas a migrar e minguar à beira do caminho…

O serviço fotográfico prestado pela Sônia e pela Franca é de relevante interesse social, político, econômico, cultural… É impossível olhar essas fotos sem questionar a própria essência humana, nossa razão de existir. Fico sem saber se sou eu que vejo ou se estou sendo visto por essas crianças de olhar firme, profundo, sincero, questionador… Tal fusão me confunde. Esse diálogo mudo me mostra que faço parte do mundo. Veja lá!

Exposição fotográfica ‘Identidades Ameaçadas’
Franca Vilarinho e Sônia Fattori
De 07 a 30/10/2019
Espaço do Servidor, Anexo II, Câmara dos Deputados
Mais informações: (61) 98149.7081 (Franca Vilarinho)

Outras matérias

Saúde: Cerveja contaminada: Secretaria de Saúde confirma quarta morte em MG

Vítima é uma mulher que morreu no fim de dezembro no interior mineiro Publicado em 16/01/2020 – 20:51 Por Marcelo Brandão – Repórter da Agência Brasil  Brasília A Secretaria de Saúde de Minas Gerais confirmou, na tarde desta quinta-feira (16), a quarta morte por ingestão de dietilenoglicol, substância tóxica encontrada em cervejas produzidas pela Backer, em Belo Horizonte. […]