‘Ele jamais comprará a educação e o respeito pois isso vem de berço’, desabafou mãe do entregador humilhado

Matheus Pires foi vítima de racismo pelo contabilista Mateus Abreu Almeida Prado Couto e vídeo das ofensas viralizou na internet

Nesta sexta-feira (7), um vídeo viralizou nas redes sociais, onde mostra Mateus Abreu Almeida Prado Couto, humilhando o motoboy Matheus Pires, em seu condomínio, na cidade de Valinhos, São Paulo. Após o vídeo se tornar viral, Luciano Hulk se prontificou em ajudar o jovem de apenas 19 anos.

Nas imagens é possível ver o contabilista xingar Matheus e proferir palavras de cunho racista e preconceituosas, dizendo que o entregador teria ‘inveja dele’ e que ele queria ‘ter sua cor’. Luciano Huck ficou comovido e doou uma moto nova para o garoto.

A mãe de Matheus foi quem publicou o vídeo nas redes sociais.“Vamos deixar esse escroto de camiseta azul famoso, pois ele foi racista com um entregador que estava apenas fazendo o seu trabalho, e esse ser xingou e humilhou um trabalhador, se achando melhor que ele por morar em um condomínio de luxo”, publicou a mulher.

“Ninguém é melhor que ninguém por ser rico ou ser branco. Como ele é de família rica isso vai acabar no esquecimento, como sempre acontece. Então por isso resolvi postar o vídeo. Isso é racismo e é crime e esse entregador é meu filho, um trabalhador honesto e que não precisa sentir ou ter inveja de um escroto como esse pois ele não é. Mesmo tendo dinheiro pra comprar tudo o que quiser, jamais comprará a educação o respeito, pois isso vem de berço e o dinheiro não compra jamais”, acrescentou a mulher.

Repostagem do portal : https://www.curtamais.com.br/goiania

 

Outras matérias

O PULO DO GATO: Gato pula no tanque de batismo de uma igreja e vídeo vira-liza nas redes sociais

O bichinho foi resgatado instantes depois e recebeu todos os cuidados de uma equipe da igreja Um vídeo inusitado viralizou nas redes sociais nos últimos dias. No domingo, 13, enquanto o pastor Daniel Leite pregava na Igreja Adventista do Sétimo Dia do Sudoeste, em Brasília, um gato pulou no tanque de batismo, que estava cheio […]

UNIEURO: Professores médicos são obrigados voltar às aulas

Alunos, do curso de medicina, e professores estão reféns do Centro Universitário UNIEURO que tem como preocupação de manter sua mensalidade no valor R$ 10.164,75 e exige que professores médicos voltem às aulas e provas presenciais. Esquecem os dirigentes o caso de infecção, pela covid-19, de uma médica e professora da instituição, que exigem provas […]