Economia: IGP-M sobe 1,46% na primeira prévia de agosto

O ano começou difícil? Veja cinco dicas para ganhar mais dinheiro em 2020 |  Fantástico | G1
Índice é medido pela Fundação Getulio Vargas (FGV)

O Índice Geral de Preços – Mercado (IGP-M), medido pela Fundação Getulio Vargas (FGV), subiu 1,46% nos primeiros dez dias de agosto. No primeiro decêndio de julho, a taxa ficou em 1,18%.

O Índice de Preços ao Produtor Amplo (IPA) subiu 1,85% no primeiro decêndio de agosto. No mesmo período do mês de julho, o índice aumentou 1,56%.

Já o Índice de Preços ao Consumidor (IPC) variou de 0,47% no primeiro decêndio de julho para 0,32% no primeiro decêndio de agosto. Quatro das oito classes de despesa componentes do índice registraram decréscimo em suas taxas de variação, com destaque para o grupo educação, leitura e recreação (0,90% para -0,93%). Nesta classe de despesa, a FGV destacou o comportamento do item passagem aérea, cuja taxa passou de 15,96% para -8,5%.

O Índice Nacional de Custo da Construção (INCC) subiu 1,26% no primeiro decêndio de agosto, taxa superior ao mês anterior, quando o índice foi de 0,19%. Os três componentes do INCC registraram as seguintes taxas da variação na passagem do primeiro decêndio de julho para o primeiro decêndio de agosto: materiais e equipamentos (0,50% para 1,41%), serviços (0,03% para 0,18%) e mão de obra (0,00% para 1,35%).

“Nesta edição do IGP-M, o IPA e o INCC continuam respondendo majoritariamente pela aceleração do índice. A inflação ao produtor segue influenciada por commodities de peso como soja (2,83%) e minério de ferro (1,73%). Já a construção civil acelera influenciada pela alta de materiais para estrutura (1,62%) e mão de obra (1,35%)”, afirmou, em nota, o coordenador dos Índices de Preços, André Braz.

Edição: Lílian Beraldo

 

Outras matérias

Economia:Pedidos de seguro-desemprego caem 9,3% na primeira metade de setembro

Depois de dispararem nos últimos meses por causa da pandemia do novo coronavírus, os pedidos de seguro-desemprego de trabalhadores com carteira assinada continuam a cair. Nos 15 primeiros dias do mês, o total de pedidos recuou 9,3% em relação ao mesmo período do ano passado. Desde o início de junho, o indicador está em queda. Na […]

Economia: O milagre de 600 em 600, o brasileiro vai segurando as pontas

O auxílio emergencial, criado para aliviar um pouco a vida de quem teve a renda mais impactada pela pandemia, completou cinco meses de existência – mas, até agora, faltava um estudo que demonstrasse como as pessoas estão usando esse dinheiro. A gente resolveu descobrir. Nessa semana, lançamos o Data Nubank, uma plataforma de estudos transparentes e […]

Economia:Após alta do arroz, entenda por que crise econômica deixará preços estáveis

Um dos inúmeros memes que invadiram a internet na semana passada mostra a vilã Nazaré Tedesco, interpretada por Renata Sorrah na novela da TV Globo Senhora do Destino, de 2005, fugindo com um saco de arroz de cinco quilos. Na cena original, Nazaré carregava um bebê roubado, cuja família estava no seu encalço. A brincadeira mostra […]