Continuação da aplicação do crédito na habitação é ponto defendido pela Frente Brasileira de Habitação Popular

No último dia 17, o economista Geraldo José da Câmara Ferreira de Melo Filho tomou posse como presidente do Incra – Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária – e um dos pontos colocados por ele foi a regularização fundiária. Nesse sentido, a Frente Brasileira de Habitação Popular (FBHP) leva apoio às questões habitacionais, inclusive, na aplicação de crédito ao setor.

O déficit habitacional rural vem crescendo e sua maior concentração está na região nordeste. Conforme estudo feito pela Fundação Carlos Chagas, em 2015, o déficit habitacional estimado corresponde a 6,355 milhões de domicílios, dos quais 5,572 milhões, ou 87,7%, estão localizados nas áreas urbanas e 783 mil unidades encontram-se na área rural.
A liberação de aporte financeiro no setor tem grande importância social e econômica. “Promove geração de renda e emprego, principalmente nos assentamentos de reforma agrária”, informa Pablo Said, presidente da FBHP.

Com a posse do novo presidente, a Frente acredita que esse problema pode ser sanado. “Essa nova gestão traz esperanças, inclusive, para aqueles que aguardam ter sua terra para conseguir manter o sustento”, comenta Said.

Entenda mais
A redução do crédito para financiamento de imóveis, o desemprego em alta a partir dos anos de crise e a queda na renda das famílias, tornaram o sonho da casa própria ainda mais distante para milhares de brasileiros. O déficit habitacional do país, que já era elevado, aumentou em mais de 220 mil imóveis entre 2015 e 2017, batendo recorde. Um levantamento feito pela Associação Brasileira de Incorporadoras Imobiliárias (Abrainc) em parceria com a Fundação Getulio Vargas (FGV) aponta que o déficit de moradias cresceu 7% em apenas dez anos, de 2007 a 2017, tendo atingido 7,78 milhões de unidades habitacionais em 2017.

Serviço:

Frente Brasileira de Habitação Popular – FBHP

Endereço: SHN Q. 01 Bl. A Sala 703 – Brasília-DF

www.fbhp.com.br

Outras matérias

17ª edição da Mostra Bring ocupa Brasília e promove acessibilidade

Mais de 20 jogos independentes serão disponibilizados para o público da cidade testar e jogar, sem parar. Evento acontece no dia 6 de dezembro. Entrada gratuita. No Distrito Federal o mercado de jogos independente já fez história. Prova disto, desde 2014 a Mostra Bring (Brasília Indie Games) coloca o público diretamente em contato com desenvolvedores […]