CINE BRASÍLIA, DE 01 A 3 DE NOVEMBRO IV MOSTRA NOVO CINEMA ENTRADA FRANCA

Edição 2019 exibe filmes recentes e premiados da República Dominicana
*Programação inclui títulos que estão entre os melhores filmes do país caribenho
Em sua quarta edição, a Mostra Novo Cinema Dominicano, uma realização da Embaixada da República Dominicana no Brasil e da Direção Geral do Cinema Dominicano, se consolida no calendário de festivais da cidade que apresentam recorte da produção cinematográfica contemporânea. De 1 a 3 de novembro, no Cine Brasília, o brasiliense terá oportunidade de ver, em primeira mão no Brasil, uma seleção de filmes produzidos em 2017 e 2018 e premiados.

A seleção deste ano inclui quatro títulos, entre curtas e longas-metragens: os longas Reinbou (2017), sucesso de público e crítica na República Dominicana, Os Leões (2018) e O que sinto por você (2018). E ainda o curta, As coisas que não falamos.

A mostra tem sessão de estreia na sexta-feira, dia 01 de novembro, às 20h, com Reinbou, dos diretores, David Maler e Andrés Curbelo, que traz a história de um pequeno herói de sete anos e sua busca pela verdade e como essa pesquisa inspira outras pessoas a seguir o mesmo caminho, porque em algum momento, o passado sempre volta para nós.

CINEMA DOMINICANO – A produção cinematográfica da República Dominicana foi intensificada a partir de 2000, com a criação de mecanismos de incentivo. Hoje, é um dos instrumentos mais férteis de divulgação do país e um importante veículo de construção da identidade cultural do povo dominicano. O cinema da ilha – que integra o arquipélago das Grandes Antilhas, no Caribe -, é caracterizado por ser independente e tratar com frequência de temas sociais. Embora o país tenha pouco mais 48.400 quilômetros quadrados e quase 11 milhões de habitantes, o país conta com oito grandes festivais como a Mostra Internacional de Cine de Santo Domingo, o Festival Internacional de Cine de Fine Arts, o Cine Global Dominicano e o Festival Internacional de Cine Independente de Santiago. Além disso, a participação em Ibero América do mercado do cinema próprio é liderada pela República Dominicana com 26,4%, seguida pela Espanha (17,9%), Brasil (15,0%), Argentina (14,7%), Peru (14,7%). e Panamá (14,5%).

PROGRAMAÇÃO

01/11 (sexta-feira) Abertura

Reinbou

20h

Diretores: David Maler y Andrés Curbelo

Ano: 2017

Duração: 1h30

Classificação Indicativa: Livre

Legendas em português

02/11 (Sábado)

Os Leões

20h

A comédia romântica conta a história de amor de dois jovens que, embora coincidam

Diretor: Frank Perozo

Ano: 2018

Duração: 1h30

Classificação Indicativa: 14 anos

Legendas em português

03/11 (Domingo)

20h

As coisas que não falamos (curta)

Diretora: Soleidy Mendez

Ano: 2018

Duração: 14´55”

Classificação Indicativa: L

20h15

O que sinto por você

Direto: Raúl Camilo

Ano: 2018

Duração: 1h30

Classificação Indicativa: L

Legendas em português

SERVIÇO

IV Mostra Novo Cinema Dominicano

Data: 01 a 03 de novembro

Local: Cine Brasília (EQS 106/107)

Horários: ver programação

ENTRADA FRANCA

 

Outras matérias

Cultura Solidaria: Projeto Solo Fértil reúne artistas de Brasilia para ajudar Kiara Lis

Neste sábado (19), das 16h às 18h, no canal do YouTube da Solo Music, acontece uma edição muito especial do projeto SOLO FÉRTIL. O programa vai reunir vários artistas de Brasilia, dos mais diversos estilos musicais, para abraçar a campanha da bebê Kyara Lis. O Solo Fértil “Ajude Kyara Lis – Todos Unidos Pela Vida” […]

Luz Intrusa recebe adaptação online na quarentena e estreia dia 18

Com texto e direção de Alexandre Ribondi, o espetáculo solo de Abaetê Queiroz fica em cartaz até 9 de outubro Estreia na próxima sexta-feira (18) “Luz Intrusa”, peça teatral que é resultado da parceria de Alexandre Ribondi, que assina o texto e a direção, e Abaetê Queiroz, único ator em cena. Montado pela primeira vez […]

Cultura:Brasiliense transforma roteiros de curtas em conteúdo de áudio

Com patrocínio do Fundo de Apoio à Cultura, projeto do pesquisador cultural José de Campos gera 31 empregos diretos e indiretos AGÊNCIA BRASÍLIA * | EDIÇÃO: FÁBIO GÓIS Natália, José de Campos e Walder formam o núcleo de ideias do projeto Curto! | Foto: Secretaria de Cultura Podcast, “podnovela”, áudio-história, audiodrama? Qualquer um desses termos serve para […]