Caesb investe em proteção ambiental

O presidente da Caesb, Daniel Rossiter, visitou nesta sexta-feira, 4.10.2019, a Estação Ecológica do Jardim Botânico de Brasília, unidade de preservação com 25 nascentes mapeadas, entre elas o Córrego Cabeça de Veado. No local, existem quatro captações de água da Caesb, que levam água para habitantes do Jardim Botânico e Lago Sul.

Acompanharam a visita a secretária-geral da Caesb, Cláudia Marques, a diretora-executiva do Jardim Botânico de Brasília, Aline De Pieri, e o secretário do Meio Ambiente do DF, José Sarney Filho. Para Daniel Rossiter, a visita foi importante para reforçar a parceria com o Jardim Botânico de Brasília. “Temos muito interesse em continuar ajudando esse importante espaço de preservação e queremos investir nessa parceria”, adiantou o presidente da Caesb.

A Caesb já tem um acordo de cooperação com o Jardim Botânico. Ele prevê um caminhão-pipa para auxiliar no combate ao fogo e veículos para deslocamento das equipes de fiscalização e segurança, além de pesquisadores do Jardim Botânico. A Companhia também faz a manutenção dos tratores, que realizam a conservação dos aceiros, entre outros serviços na unidade. Participou ainda de um projeto de recuperação de área degradada, usando lodo de esgoto. A ideia é renovar e ampliar o acordo, além de estreitar as relações entre as instituições.

“Vamos buscar parceria com a Caesb para concluir projetos fundamentais para o JBB, como o cercamento da Estação Ecológica. Essa é uma forma proteger não só as nascentes, mas toda a biodiversidade presente na área protegida”, afirmou Aline. O secretário de Meio Ambiente complementou: “Precisamos reforçar a participação da Caesb no trabalho de preservação dos recursos hídricos dessa importante unidade de conservação”.

Outras matérias

Saúde: Cerveja contaminada: Secretaria de Saúde confirma quarta morte em MG

Vítima é uma mulher que morreu no fim de dezembro no interior mineiro Publicado em 16/01/2020 – 20:51 Por Marcelo Brandão – Repórter da Agência Brasil  Brasília A Secretaria de Saúde de Minas Gerais confirmou, na tarde desta quinta-feira (16), a quarta morte por ingestão de dietilenoglicol, substância tóxica encontrada em cervejas produzidas pela Backer, em Belo Horizonte. […]