A culinária belga conquista cada vez mais mesas no Brasil

A culinária belga conquista cada vez mais mesas no Brasil O belga Marc Storms apresentará seu mais novo livro, desta vez dedicada à gastronomia belga: “Sabores belgas no Brasil”. Esta obra mostra as relações gastronômicas cada vez mais estreitas entre os dois países, abrindo as portas da cozinha belga, requintada, mas sem ostentação, explicando a fama das carbonades, stoemp, boulettes, vol-au-vent, mexilhões, waffles, speculoos, endívias, couve-debruxelas…

Durante o encontro com a Imprensa, Marc Storms revisitará a história da Bélgica, desvendando o mistério da chegada das especiarias, do lúpulo e do cacau no território belga, até se disseminarem, deliciosamente, em forma de biscoitos, cervejas e chocolates finos, enquanto Alexandre Ferreira, em uma aula show, mostrará todo o seu talento transformando o chocolate belga Callebaut em bombons finos. O brasileiro Alexandre Ferreira, “Maître Chocolatier” que transforma amor em forma de chocolate, é parceiro de longa data da fábrica belga de chocolate Callebaut e dono da marca Aguimar Ferreira.

Combinando excelência, tradição, criatividade e inovação, suas criações já lhe renderam inúmeros prêmios e o reconhecimento dos clientes que vem aumentado exponencialmente. “A qualidade do chocolate – que é belga – é o diferencial que encanta”, ressalta.

 

Outras matérias

BSB: Farmácia Central amplia horário de funcionamento

Objetivo é melhorar o atendimento nas unidades de saúde Para que a ampliação de horário fosse possível, foi necessário alterar as escalas dos servidores durante a semana. Foto: Arquivo/Agência Brasília Devido à demanda crescente das unidades de saúde por insumos e materiais durante a pandemia do novo coronavírus, a Farmácia Central da Secretaria de Saúde […]

Internacional: Alívio da dívida para países pobres pode se estender até final do ano

O assunto foi discutido pelos ministros das Finanças do G7 Os ministros das Finanças do G7 de economias avançadas disseram nesta quarta-feira (3) que estão comprometidos a implementar o programa de alívio da dívida bilateral para os países mais pobres do mundo até o final do ano e possivelmente por mais tempo conforme eles enfrentam […]