17 PRÊMIO ENGENHO 2020 TERÁ COMISSÃO JULGADORA FORMADA POR SETE INTEGRANTES

Resultados serão anunciados em novembro

 A Comissão Julgadora do 17º Prêmio Engenho de Comunicação – O Dia em que o Jornalista Vira Notícia será formada por sete integrantes nesta edição de 2020. O grupo compõe um mosaico interessante de representação de distintos setores da sociedade. Os jurados de 2020 são:

a presidente do Tribunal Superior do Trabalho (TST), ministra Cristina Peduzzi;

a procuradora-chefe do Ministério Público do Distrito Federal e Territórios (MPDFT),  Fabiana Barreto;

a  jurista Eliziane Carvalho, do Sistema CNA-SENAR;

o ministro de Estado da Secretaria Geral da Presidência, Jorge Oliveira;

o ministro do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), Carlos Mário Velloso;

o prof. Bruno Nalon, mestre em comunicação e coordenador do Uniceub;

o Conselheiro Vitalício da OAB jurista Marcus Vinícius Furtado Coelho.

“A missão do júri é analisar o trabalho ofertado à sociedade por jornalistas e veículos de comunicação que produzem informações a partir de Brasília. Esse é o principal critério das escolhas: valorizar a Imprensa que atua a partir da Capital do país. Não recebemos inscrições. É uma premiação por indicação, em que os jurados avaliam os trabalhos de maior destaque, conforme as categorias a serem contempladas”, explica a presidente do Prêmio Engenho, jornalista Kátia Cubel. No ano passado, as categorias da premiação foram: Melhor Coluna, Melhor Site, Melhor Programa de Rádio, Melhor Programa de TV, Melhor Âncora/Apresentador (a) de TV, Veículo Impresso, Cobertura de Brasília, Jornalista do Ano e Homenagens Especiais.

O convite aos jurados se baseia em critérios como: ser um legítimo representante de um setor de destaque da sociedade brasileira, ter ficha limpa e reputação ilibada, manter contato constante com jornalistas na condição de fonte de informação, ter apreço e respeito pelos jornalistas e comungar dos cinco pilares do Prêmio Engenho de Comunicação, que são liberdade de expressão, ética, transparência, cidadania e democracia. Todos os jurados atuam de forma voluntária, sem contrapartida financeira ou de outra natureza. “São personalidades que emprestam seu tempo e, principalmente, sua credibilidade para valorizar a Imprensa brasileira”, explica Kátia Cubel.

“Mesmo diante de todas as adversidades deste ano, o Prêmio Engenho irá fazer sua parte para valorizar a Imprensa e os jornalistas”, complementa Kátia Cubel. Os jurados já têm um cronograma de trabalho, com reuniões regulares a partir do dia 23 de setembro. A cerimônia de premiação está prevista para acontecer em novembro.

Crédito das fotos: Erivelton Viana

17º PRÊMIO ENGENHO DE COMUNICAÇÃO 

O Dia em que o Jornalista Vira Notícia

Noite de Premiação: Novembro de 2020

www.premioengenho.com.br

Engenho Comunicação – Tel. (61) 3242.1095

Outras matérias

Tecnologia:NWi, empresa de tecnologia 100% brasiliense, coloca a Capital na linha de frente do mercado de Data Center

De olho na crescente digitalização das empresas, que se intensificou com a pandemia causada pelo Covid-19, a NWi Telecom, empresa 100% brasiliense com mais 25 anos de mercado, anuncia a expansão para aumentar a capacidade do serviço Cloud e Hosting com um novo Data Center Tier III. Com equipamentos e estrutura que garantem a qualificação Tier […]

Mais empregos: Agências do trabalhador têm maior número de vagas do ano

Com salários e até R$ 4 mil, as oportunidades contemplam 65 profissões e variados níveis de escolaridade. Em apenas uma semana, o número de vagas oferecidas por meio das agências do trabalhador do Distrito Federal subiu 50,42%. Nesta sexta-feira (25), são 704 oportunidades, com salários que chegam a R$ 4 mil, dando espaço para pessoas […]